Aumenta o numero de afogamentos na Lagoa do Siri em Marataízes

Com a aproximação do verão, esse problema se agrava, pois, Marataízes é uma das cidades mais procuradas por turistas de todo o país.

0
7052

lagoa-do-siri-ok

Um dos lugares mais frequentados de Marataízes, a Lagoa do Siri fica repleta de turistas durante os finais de semana e feriados, porem, sempre vem ocorrendo afogamentos. Quase trinta dias depois que um turista mineiro morreu afogado não vemos guarda-vidas trabalhando na segurança dos banhistas que frequentam o ponto Turístico.

Podemos percorrer toda a Lagoa e mesmo assim não encontraremos pelo menos um salva-vidas. Essa situação preocupa os visitantes, principalmente quem está com crianças.

Apesar da cidade ser conhecida por ter poucos afogamentos, o número só vem aumentado. Somente no último mês mais de cinco afogamentos foram registrados e um turista mineiro morreu na lagoa. Neste feriado de finados ocorreu mais um afogamento, mas mesmo assim não tem guarda vidas e nem placas de sinalização.

“Precisamos de Guarda-Vidas na Lagoa do Siri!!! Por favor autoridades façam a parte de vocês, ontem passamos momentos de alta tenção para salvar a vida de um turista que estava se afogando. Foram os 5 minutos mais longos da minha vida. Graças a Deus e Nossa Senhora que com a ajuda do meu sobrinho Matheus Cesario e de um kaiak, conseguimos tirar o homem da água” disse Wallace Spirro.

Com a aproximação do verão, esse problema se agrava, pois, Marataízes é uma das cidades mais procuradas por turistas de todo o país, e a expectativa é que a partir do mês que vem, as praias comessem a ficar lotadas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Defesa Social e Segurança Patrimonial, Marataízes conta com cinco salva-vidas efetivos, que trabalham em regime de escala na Praia Central, no entanto, por força de lei, a Prefeitura só pode suplementar esse corpo de servidores no período de alta temporada do verão. Inclusive o processo seletivo para contratação de 120 salva-vidas, que irão atuar após a devida qualificação do Corpo de Bombeiros no verão 2016/17 (dezembro a março, podendo prorrogar por mais 90 dias), está sendo realizado.

LEAVE A REPLY