Culinária de Marechal Floriano é marcada pela diversidade

0
132

Culinaria_em_MF_-_Sabor_da_Traira ok

A região das montanhas capixabas é reconhecida pelas paisagens deslumbrantes, aquele climazinho frio, o jeitinho europeu dos descendentes de imigrantes e a diversidade de sabores da alta gastronomia até a culinária caseira no fogão de lenha. Ainda mais agora, no inverno, que é a alta temporada na Região Serrana capixaba. E Marechal Floriano é uma grande opção para quem vive nela ou próxima, e para os turistas, até por ter um dos acessos mais fáceis para quem sai da Grande Vitória.

Biscoitos, pães, geleias, “käseschmier”, ou “chimia”, brote, galinha ao molho pardo, traíra, linguiças, embutidos, massas, doces caseiros e muito mais. Quem está ou vai para Marechal Floriano pode escolher entre as delícias da diversidade gastronômica da cidade, com forte influência da culinária italiana e alemã, além do charme da comida caseira. Então “bora” conhecer algumas opções.

Meio século de molho pardo

No km 47 da BR-262, bem pertinho do centro de Marechal Floriano, o Restaurante Ponto Frio é responsável pela primeira parada obrigatória para apreciar a galinha a molho pardo, servido há 54 anos no município. Edileuza Maria Rossini Entriger, sócia-proprietária do empreendimento, destaca que o prato é carro chefe do restaurante.

Culinaria em MF Restaurante Ponto Frio

“Desde 1963 servimos a galinha a molho pardo e somos conhecidos em toda a Região Serrana por causa dele. Quem vai aqui, pode comê-lo no self-service ou a la carte. É uma delícia e vai acompanhado de polenta e legumes. Atendemos todos os dias, de 10h às 15h30”, salienta Edileuza.

Biscoitos – Quando se trata tradições, a micro indústria Deja Produtos Caseiros entende bem do assunto. Localizada na BR-262, no km 54,5, próximo ao Trevo de Paraju, o empreendimento existe há quase 17 anos e comercializa pães, biscoitos, rosca seca, brote, doces, bolinho de chuva, mentira, geleias, derivados do leite, como chimia e nata.

Culinaria em MF Deja Produtos Caseiros 2

Romério Luduvico é filho e sócio de Dejamira Ana Lube Luduvico, fundadora da micro indústria. Para ele, o sucesso do empreendimento é devido a todo o processo de fabricação. “Usamos produtos naturais e fazemos tudo no forno a lenha. Os nossos produtos, que têm influência da culinária alemã, são comercializados aqui no município e em Domingos Martins, e temos uma aceitação muito boa”, destaca Romério.

A alemã do município

Entrando no trevo do Posto do Café, no quilômetro 58,5 da BR-262, está a germaníssima Santa Maria de Marechal. Lá um outro prato que é impossível dispensar é a traíra, preparada no Restaurante Sabor da Traíra pela família Lorenzoni.

O empreendimento, localizado seis quilômetros depois do Posto do Café, abre aos finais de semana e feriados, das 11h às 16h, serve os seus clientes há seis anos e também é conhecido em toda Região Serrana.

Culinaria em MF Sabor da Traira

Wolfgang Steve Lorenzoni, um dos responsáveis pelo restaurante, destaca que os turistas procuram a delícia para relembrar o sabor da infância. “A traíra é servida sem espinhos, o que torna um diferencial em nosso cardápio”, destaca Wolfgang.

Também em Santa Maria de Marechal, a Pastelaria Delícia da Maria Lúcia, localizada ao lado da igreja Católica, faz sucesso. Além dos pastéis, eles fabricam o famoso Lolem, prato tradicional da culinária italiana que, inclusive, venceu o “1º Festival Gastronômico Receitas de Família”, de Venda Nova do Imigrante, realizado em julho de 2016.

“O Lolem lembra o capeletti, porém é recheado. Nós o comercializamos a partir de R$ 7 e ele faz muito sucesso com todos que experimentam”, destaca Rogério Brambilla.

A Itália capixaba em Araguaia

No distrito de Araguaia, a culinária reflete a forte influência da colonização italiana. Um dos restaurantes que se destacam é o Estação de Araguaya, localizada próximo a Casa do Nono. Glaucia Christo, sócia proprietária do empreendimento, fala da tradição imigrante na região.

Culinaria em MF restaurante estacao araguaya 1

“Somos totalmente culinária italiana. O nosso restaurante, em especial, serve polenta mole, polenta frita, polenta com queijo e linguiça, lasanha, capeletti, pastel, radite e muito mais. Quem vem para Araguaia encontra um pedacinho da Itália por aqui e de toda tradição que fazemos questão de manter a cada geração”, disse Glaucia.

LEAVE A REPLY