Mulher morre com suspeita de Supergripe

A dona de casa Aurinete Moreira de 34 anos, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento em Serra Sede no domingo (22 de Abril). De acordo com laudo médico a paciente apresentava dificuldade respiratória, de imediato foi diagnosticada como pneumonia, mas depois e suspeita de H1N1 (Supergripe) foi levantada e a paciente foi posta em observação e isolada.

Mulher morre com suspeita de Supergripe
Imagem: Reprodução/Internet

Ainda de acordo com os médico, Aurinete precisa ser internada em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), já que ela precisava de um isolamento respiratório e cuidados especiais.

A Prefeitura da Serra, disse em nota, que assim que o soube do quadro da dona de casa solicitou ao estado um leito que atendesse as necessidades da paciente e que estava esperando a resposta da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

A Sesa, por sua vez, afirma que vez as buscas e chegou a comprar um leito disponível no Hospital de São Mateus, mas que infelizmente, Aurinete acabou morrendo antes que a transferência pudesse ser feita.

A Secretaria também afirma que a morte por Gripe H1N1 ainda não foi confirmada e que esta aguardando laudo laboratorial.

H1N1

A gripe H1N1 é popularmente conhecida como Gripe Suina ou Gripe A. É causada pelo vírus Influenza A H1N1, uma mutação do vírus mais comum da gripe. Apesar de os sintomas serem os mesmo, na Gripe A eles são mais intensos. Se não tratados com rapidez podem levar a morte.

O vírus é transmitido através de contato com objetos contaminados, com gotículas de partículas respiratórias presente no ar e com o contato com a saliva de pessoas contaminadas.

Os sintomas mais comuns são:

  • Febre acima dos 38 ºC;
  • Dores no corpo;
  • Dores de garganta e de cabeça;
  • Tosse seca;
  • Espirros;
  • Calafrios;
  • Fadiga ou cansaço.

Caso apresente alguns desses sintomas de forma persistente procure atendimento médico imediato.

Prevenção

  • Beba bastante água, para que não haja acúmulo de secreção;
  • Lave as mãos sempre com água e sabão e evite colocá-las no rosto e, principalmente, na região da boca;
  • Se não puder lavar as mãos, carregue na bolsa um frasco de álcool em gel para esterilizá-las;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas e copos;
  • Evite o contato muito próximo com alguém infectado;
  • Evite frequentar lugares fechados e com muitas pessoas;
  • Mantenha hábitos saudáveis;