Prazo acaba e Lula ainda esta em sindicato

Terminou às 17h de hoje (06 de Abril) o prazo estipulado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal no Paraná, para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se apresentasse voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba. Até o momento, o ex-presidente não se manifestou sobre se irá se entregar à PF. Ele também não fez nenhum pronunciamento desde a expedição de sua ordem de prisão.

Desde ontem (05 de Abril), quando a ordem de prisão foi emitida, Lula está no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP). No sindicato, o ex-presidente reuniu-se com lideranças do partido e seus advogados e passou a noite no local. Do lado de fora, militantes fazem uma vigília em apoio a Lula.

Em seu despacho o juiz Sérgio Moro escreve, “Relativamente ao condenado e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,  concedo-lhe, em atenção à dignidade cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal (PF) em Curitiba até as 17h do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão”

Isso quer dizer que Lula não sofrerá nenhuma punição por não ter aceitado a opção de se entregar voluntariamente, agora a Polícia Federal vai decidir como vai ser cumprindo o mandato de prisão do ex-presidente.

O delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula disse que a intenção é evitar confrontos, já que o ex-presidente está no sindicato cercado por apoiadores. Igor de Paula acrescentou que é remota a chance de a Polícia Federal entrar no sindicato para prender o ex-presidente.

Por conta disso, os advogados de Lula estão negociando com representantes da PF em Curitiba a forma como o ex-presidente vai se entregar.

Fonte: Agência Brasil